Seja bem-vindo ao Amber Heard Brasil, a sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs e não possui qualquer ligação com Amber Heard, sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo original aqui apresentado, tais como notícias, informações, traduções, textos e gráficos, pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida, nós NÃO reivindicamos ou possuímos direito de propriedade sobre nenhuma das fotos em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos legítimos e estão sendo usadas de acordo com a Fair Use Law § 107. Caso algum conteúdo ou foto aqui disponibilizado ou demonstrado seja de sua autoria e você gostaria que fosse removido, solicitamos que entre em contato conosco imediatamente antes de tomar qualquer ação legal.
Seja bem-vindo ao Amber Heard Brasil, a sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs e não possui qualquer ligação com Amber Heard , sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo original aqui apresentado, tais como notícias, informações, traduções, textos e gráficos, pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida, nós NÃO reivindicamos ou possuímos direito de propriedade sobre nenhuma das fotos em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos legítimos e estão sendo usadas de acordo com a Fair Use Law § 107. Caso algum conteúdo ou foto aqui disponibilizado ou demonstrado seja de sua autoria e você gostaria que fosse removido, solicitamos que entre em contato conosco imediatamente antes de tomar qualquer ação legal.

ALERTA DE GATILHO: comentários e imagens sobre agressões físicas em detalhes explícitos e aterrorizantes, sendo assim, pode causar desconforto e desencadear fortes emoções. Se você é sensível a este tipo de conteúdo, por favor, não leia.

Amber Heard descreveu uma “situação de refém por três dias” com Johnny Depp, onde ele supostamente foi viciado em drogas, atacou-a, urinou na frente de pessoas e escondeu carne crua em um guarda-roupa.

Ela disse que foi visitá-lo na Austrália em março de 2015, enquanto ele filmava Piratas do Caribe e eles deviam ficar sozinhos por três dias. Heard disse que temia por sua vida e a descreveu como “a pior coisa que já passei”.

Em uma declaração de testemunha apresentada como parte do caso de difamação de Depp contra o The Sun por alegações de violência doméstica, Heard disse que seu ex-marido estava fazendo “todos os tipos de acusações sem sentido” sobre ela, além de ter “alucinações estranhas e paranoicas”.

A new picture allegedly shows scars on Amber's arms
Nova imagem mostrando as cicatrizes de Amber do ocorrido

Ela disse: “A melhor maneira de descrever o que aconteceu na Austrália é que foi como uma situação de refém por três dias. Devíamos ficar lá por três dias sozinhos, mas foi só quando cheguei que percebi que estava presa neste lugar remoto, sem meios para sair, e que Johnny já estava usando e tinha um saco de drogas. Eu estava em uma casa isolada, a pelo menos 20 minutos de ajuda; onde eu não poderia sair; eu estava presa e isolada com uma pessoa violenta que sofre de depressão maníaca, transtorno bipolar e um padrão de psicose e violência repetidas induzidas por drogas, que estava em uma farra de drogas e álcool por vários dias. Ao longo desses três dias, houve atos extremos de formas psicológicas, físicas, emocionais e outras formas de violência. É a pior coisa que já passei. Fiquei com um lábio e nariz machucados e cortes nos braços.

Heard alegou que, a certa altura, Depp a agarrou pelo pescoço, empurrou-a contra a geladeira e disse que poderia “esmagar” seu pescoço. Ela disse que havia cacos de vidro em todos os lugares e alegou que ele arrancou a camisola dela para que ela estivesse nua.

“Num momento ele me puxou pelo pescoço e me empurrou contra a bancada, eu estava contra a bancada, nua, curvada para trás, minhas costas contra o mármore. Ele estava apertando tanto meu pescoço que eu não conseguia respirar. Eu estava tentando lhe dizer que não conseguia respirar. Lembro-me de pensar que ele ia me matar naquele momento -” disse ela.

Durante o tribunal Heard também descreveu outro ocorrido. Ela alegou que o casal estava discutindo sobre Depp beber e quando ela o confrontou, ele ofereceu a garrafa a ela.

Heard disse ao tribunal: “Ele disse: ‘Ah, sim, você quer? Aqui está,’ e nesse ponto a bebida já… ele já havia desistido por um tempo e estava na lista de “se isso acontecer, eu saio” algo assim. Estava na lista de exclusão. E ele gesticulou para oferecer para mim e eu estendi a mão para pegá-la e ele o puxou de volta.”

Ela disse que Depp estava “me provocando para pegá-la” e depois o afastava. Heard continuou dizendo que “a alcançou pela segunda vez e eu a joguei no chão entre Johnny e eu”. Ela acrescentou: “Lamento ter feito isso”.

Heard então disse: “Ele começou a pegá-las (garrafas) uma a uma e jogá-las como granadas. Uma após a outra após a outra, na minha direção, e senti vidro quebrando atrás de mim, me afastei mais no bar e ele não parou. Eu estava com muito medo de olhar para trás. Ele jogou todas as garrafas que estavam ao seu alcance, exceto uma que era uma garrafa de vinho comemorativa do tamanho de uma magnum.”

Heard disse que se lembrava que aquela era a única garrafa que não havia sido quebrada em cerca de 30.

No dia seguinte, ela disse ter notado que o dedo de Depp havia sido cortado, explicando em sua declaração: “Na verdade, eu não vi o dedo sendo cortado, mas estava preocupado que isso tivesse acontecido na noite anterior. Imaginei que poderia ter acontecido quando ele estava quebrando o telefone na parede perto da geladeira.

Em sua declaração, Heard continua dizendo que a segurança chegou e perguntou a Depp onde ele estava.

“Ele saiu pela porta da frente, embora a segurança tentasse detê-lo. Ele pegou o pênis e eles perguntaram o que ele estava fazendo. Ele respondeu como se estivesse dormindo: ‘Eu preciso mijar, é a minha casa’. Ele fez xixi do lado de fora da porta da frente; então ele voltou e fez isso bem na frente deles, rindo nervosamente. Ele disse que estava tentando escrever meu nome, mijando nas paredes e no tapete, andando pela casa.”

Heard disse que Depp foi levada ao hospital e, em algum momento naquele dia, encontrou a camisola que usava.

“Havia pedaços dela enrolados em alguma coisa e eu percebi que era o bife que eu planejava cozinhar. Ele rasgou o vestido em pedaços e colocou carne crua nele. Ele também andou por aí e pintou todas as minhas roupas no armário. Ele havia tirado muitas roupas, colocado na banheira e derramado tinta sobre elas. E ele havia escondido mais pedaços de carne crua em alguns lugares, como no armário do quarto. Foi realmente uma bagunça”, disse ela.

O julgamento ouviu anteriormente que Depp disse que seu dedo foi cortado depois que Heard jogou uma garrafa de vodka nele.

O caso continua.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil