Seja bem-vindo ao Amber Heard Brasil, a sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs e não possui qualquer ligação com Amber Heard, sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo original aqui apresentado, tais como notícias, informações, traduções, textos e gráficos, pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida, nós NÃO reivindicamos ou possuímos direito de propriedade sobre nenhuma das fotos em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos legítimos e estão sendo usadas de acordo com a Fair Use Law § 107. Caso algum conteúdo ou foto aqui disponibilizado ou demonstrado seja de sua autoria e você gostaria que fosse removido, solicitamos que entre em contato conosco imediatamente antes de tomar qualquer ação legal.
Seja bem-vindo ao Amber Heard Brasil, a sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs e não possui qualquer ligação com Amber Heard , sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo original aqui apresentado, tais como notícias, informações, traduções, textos e gráficos, pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida, nós NÃO reivindicamos ou possuímos direito de propriedade sobre nenhuma das fotos em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos legítimos e estão sendo usadas de acordo com a Fair Use Law § 107. Caso algum conteúdo ou foto aqui disponibilizado ou demonstrado seja de sua autoria e você gostaria que fosse removido, solicitamos que entre em contato conosco imediatamente antes de tomar qualquer ação legal.

Na manhã desta quarta-feira, 08, aconteceu o segundo dia de tribunal do julgamento do caso de difamação de Johnny Depp contra o The Sun. Depp está processando o jornal por chamá-lo de “espancador de esposa” em um artigo de 2018, negando “veementemente” a violência contra a atriz Amber Heard.

Neste segundo dia, foram apresentados à corte novas evidencias da personalidade conturbada do ator quando estava sob a influencia de drogas e álcool.

Depp, 57, tentou inicialmente afirmar que não estava bêbado ou chapado no voo de Boston para Los Angeles em 2014. Mais tarde, porém, ele pediu desculpas ao juiz quando lhe foi mostrado uma mensagem de texto que ele havia enviado logo depois, no qual detalhava as substâncias que tomava. A Alta Corte de Londres soube que ele ficou furioso depois de descobrir que Amber Heard seria o “interesse amoroso” de James Franco no filme The Adderall Diaries.

Sasha Wass QC, do The Sun, disse a Depp: “Você estava insinuando uma briga. Você estava gritando obscenidades para Srta. Heard sobre James Franco no avião. Ela disse que Depp gritou suposições selvagens sobre a Srta. Heard “estar sendo f*dida no set” pelo Sr. Franco.

Depp negou que tivesse feito isso em um avião com seus assistentes, dois pilotos e uma aeromoça presente, o ator disse: “Não concordo com tudo o que você está dizendo.” e acrescentou: “Este é um trecho de sua imaginação [da Srta. Heard].”

Wass continuou: “A Srta. Heard mudou de lugar em mais de uma ocasião para se afastar de você. Você jogou cubos de gelo nela e chutou uma cadeira com tanta força que girou e bateu nela. Você estava furioso, exigindo saber o quanto ela gostava de sair com James Franco e estava com tanta raiva que você deu um tapa na cara dela na frente de todo mundo. Você a chamou de ‘p*ta insistente’ e de ‘prostituta’. Quando ela se afastou, você gritou: ‘Você está se afastando de mim?’ E a chutou nas costas. Você estava furioso como um monstro. Você acabou indo ao banheiro no avião e desmaiou.”

Depp negou isso, dizendo que não estava bêbado ou drogado – e afirmou que Heard era a agressora. Ele disse: “Enquanto a Srta. Heard estava me repreendendo, gritando comigo, levantei-me e fui ao banheiro. Peguei um travesseiro do sofá e dormi no chão do banheiro. Já fiz isso em algumas ocasiões.”

O tribunal ouviu a gravação de um longo e barulhento uivo. Wass afirmou que era a voz de Depp depois que ele ficou “excessivamente bêbado e drogado” no voo. Depp disse: “Se sou eu, definitivamente estava lidando com um problema. Acho difícil reconhecer isso como eu. Eu diria que parece um animal com dor. Wass disse: “Sim, mas você é esse animal. Se você estava com dor, era por causa do seu consumo de drogas e álcool naquele avião. A verdade é que você não se lembra de seu comportamento monstruoso naquele avião.”

Wass apresentou a Depp um texto que mais tarde ele enviou ao ator britânico Paul Bettany. Nele, Depp escreveu: “Vou parar de verdade a coisa da bebida, querido. Bebi a noite toda antes de eu pegar Amber para voar para Los Angeles no domingo passado. Feio, cara. Sem comida por dias, pós, meia garrafa de uísque, mil Red Bull e vodkas, pílulas, 2 garrafas de champers no avião e o que você ganha? Um índio zangado e agressivo apagando e gritando obscenidades, insultando qualquer pessoa que se aproximasse. Acabou. É certo que estou com muita merda na cabeça para descontar minha raiva em quem eu amo. Eu sou velho demais para ser esse cara. Mas pílulas tudo bem!

Ele imediatamente se desculpou, dizendo ao juiz: “Claramente cometi um erro. Peço desculpas, falei incorretamente sobre esta situação. Perguntado se ele agora aceitava que tinha bebido em excesso no avião, ele disse: “Sim”. Ele continuou: “Não me lembro se estava usando cocaína, mas de acordo com essa mensagem parece que não estava fora de questão de forma alguma. É muito provável que eu estivesse tomando pílulas, álcool, cocaína, maconha e, porque não havia me desintoxicado do Roxycodone, eu também estava nisso. Eu posso ter feito coisas das quais não tenho memória. Mas [meus assistentes pessoais] estavam lá e não teriam deixado nada acontecer com Amber. Eu não sou uma pessoa violenta, principalmente com mulheres. Chutar uma mulher pelas costas é um ato horrível e condenador. Se alguém chutasse uma mulher pelas costas, eu o chamaria de doente, animal selvagem, desagradável ​​- é uma das coisas mais repugnantes que alguém já me acusou.”

Ao deixar o banco de testemunhas, Depp juntou as mãos como se estivesse rezando. Ele disse ao juiz: “Mais uma vez, minhas desculpas por deturpar uma situação. Eu não estava totalmente ciente da coisa toda, então me perdoe.”

Depp disse que Heard havia dito a ele “muitas coisas negativas” sobre Franco depois de estrelar com ele em Pineapple Express. Ele disse ao tribunal: “Fiquei chocado por ela estar subitamente tão amigável e feliz com ele. Ela me disse que ele já havia tentado beijá-la e fez avanços sexuais em sua direção. Ela disse que ele era um idiota e um estuprador.”

Depp também foi acusado de outros casos de abuso. Dizem que Depp bateu em Heard em 2013 repetidamente sob uma pintura de sua ex Tasya Van Ree. Wass disse que Depp a atingiu “com tanta força que o sangue de seu lábio acabou na parede”. Ao juiz foi mostrada uma foto tirada pela Sra. Heard de uma contusão no braço, supostamente causada por Depp.

A picture of Amber's bruised arm shown to the court
Nova imagem mostrada no tribunal de Amber com seu braço machucado.



Ele disse: “Eu não bati na Srta. Heard e nunca bati nela.” Perguntado se ele era uma pessoa ciumenta, ele respondeu: “Eu sou sim.” Depp também negou ter atacado a Srta. Heard em uma casa móvel em Hicksville, que supostamente foi lixeira.

Outro acontecimento apresentado na corte foi Depp segurando a cachorrinha de Amber, Pistol, pela janela de um carro em movimento. Dizem que ele fez “barulhos uivantes” enquanto viajava no carro com Heard, sua irmã Whitney, motorista e assistente Nathan Holmes.

Sasha Wass, QC, disse: “Quando você estava no carro, estava fumando, abriu a janela e ficou nervoso e agressivo, como se estivesse naquele clipe que vimos ontem – o lado monstro de seu personagem. E você pegou Pistol e a segurou pela janela e começou a fazer barulhos uivantes.”

O ator respondeu: “Posso dizer que é uma imagem muito cativante, mas é absoluta falsidade absoluta, é fraudulenta.”

Wass então sugeriu que Depp achava isso engraçado, ao que ele respondeu: “Não, senhora, não acho divertido pendurar um animal, um pequeno cão indefeso que pesa três quilos da janela é divertido.”

Dizem que Depp mais tarde “riu” de uma “piada” sobre colocar o cão no microondas. Ele disse: “Eu não diria que fui o inventor dessa piada em particular e também não fui o único que trouxe algo assim a tona.”

O ator também foi interrogado durante suas provas sobre um incidente em que o pequeno cão “comeu um pouco de haxixe, alguns cannabis – bastante.”

Depp admitiu: “O filhote pegou uma bolinha de haxixe e a comeu antes que eu pudesse pegá-la.”

Ontem, Depp foi acusado de colocar sua “raiva e frustração” em Heard, 34, quando “falhou em controlar” seu abuso de drogas e álcool. Ele “mergulhou em comportamento fisicamente destrutivo” – fazendo com que ele se referisse à sua “personalidade bêbada e violenta como ‘o monstro'”, como já foi dito.

Foi apresentado também, um longo e-mail de 2013 de Heard para Depp, mas nunca enviado, descreveu sua vida como um “como uma festa de banho de sangue”. Confira o e-mail traduzido:

Eu não sei mais se consigo fazer isso. É como o Dr. Jekyll e o Sr. Hyde. Metade de você, eu amo. Loucamente. A outra metade me assusta. Eu não aguento ele. Eu gostaria de poder, mas não posso.

O problema é que nunca entendo/sei realmente com quem estou lidando até que seja tarde demais. A bebida me garante que estou lidando com o monstro. O abusado e assustado menino violento e inseguro. Eu simplesmente não sei dizer onde a linha começa.

Além disso, as drogas parecem garantir que eu também serei obrigada a lidar com o monstro. Mais uma vez, é saber o que / quanto / e quando – o que faz toda a diferença. Às vezes a ressaca, na manhã seguinte, é tão ruim quanto a discoteca completa de banho de sangue que eu já esperava. Você vive em um mundo cheio de facilitadores. Você corta e se ressente (percebendo ou não) todo mundo que não é um facilitador. Eu posso fazer uma distinção clara sobre quem se enquadra em qual categoria com total facilidade. A frequência com que você os vê e qual o papel que eles desempenham no seu dia-a-dia distingue onde eles caem na escala facilitadora.

Eu assisti ontem enquanto todos ao seu redor te pegavam do chão, te seguravam. Te pegando para você continuar a vida. Impedi-lo de realmente cair. Com tanta ajuda, é claro que você não sabe o quanto isso machuca você e a sua vida. Porque você paga as pessoas ao seu redor para impedir que seus pés cheguem ao fundo do poço, como eles dizem. Ontem, eu vi você desmaiar, no meio de vômito, três vezes. Todas as três vezes Jerry o carregou do chão.

No avião, Nathan mencionou quantas vezes ele teve que arrombar portas trancadas para te acordar, depois de você desmaiar no banheiro. Você teria se envergonhado inúmeras vezes se alguém fosse honesto o suficiente com você para lhe dizer. Mostrar para você.

Se alguém o filmasse enquanto você estava nesse estado, ficaria mortificado. É embaraçoso ver isso acontecer. Você não pode saber porque as pessoas (amigos?) Continuam sorrindo para o seu rosto e depois virando a cabeça e revirando os olhos para ver como elas parecem e se sentem ridículas ao pegar um homem adulto no meio do próprio mijo e vômito, sabendo que ele nunca vai ser capaz de perceber o quão ruim ele parece.

Pílulas para ressaca não são muito melhores. Você é mau e insensível.

Não tenho motivo para ficar com você. E eu não vou. Você não me paga. Não preciso mentir para você pelo meu trabalho, meios de subsistência ou filhos. Eu nunca vou querer me amarrar a você. Percebo que minha liberdade é agora a única coisa que tenho para me proteger. Eu nunca vou confiar em você para me prender. Eu mesma assisti você desmaiar no chão depois de beber tanto que passou mal. Uma dessas vezes você se cortou tanto que precisou de pontos. Você diz coisas que não quer dizer. Você é impossível argumentar com. Então todo mundo te aplaude. Mente para você. Pior ainda, você mente para si mesmo. E você acredita nisso.

Você tem tantas pessoas que dizem ‘sim’ ao seu redor constantemente protegendo você de si mesmo e da verdade. Eles acham que olhar para você de uma maneira decepcionada é a verdade? Ah, não admira que não funcione. Se eles deixassem você, no chão em sua própria merda, trancado no banheiro enquanto você faltava no trabalho – então talvez você aprendesse de verdade. Aprenda a cuidar de si mesmo.

Você acha que é tão forte, grande autodestrutor do tipo ‘eu não dou a mínima para essa merda?!’ Mentira. Se você realmente não se importasse, não haveria tantas pessoas lá para cuidar de você. Você apenas deixa que eles façam todo o trabalho duro enquanto você foge de seus problemas incapaz de suportar a dor.

Um homem tão grande que nem você precisa de seus assistentes pagos e familiares para carregar e limpar a sua casa. Um homem de verdade não precisa ser tratado como um bebê. O que vi ontem à noite foi uma criança.

Você me fez sentir, no começo, segura. Como se você pudesse cuidar de mim. Como se eu pudesse ter uma família com você. Você me fez sentir como se fosse um homem de verdade – isso era apenas metade de você.

O que vi ontem, e muitas outras vezes, foi uma criança/homem carente. Eu assisto como outros homens adultos têm que te limpar, basicamente. E você obtém o benefício conveniente de nunca ter que se lembrar disso. Isso é bom. Para você. Então você se safa de tantas mentiras que se diz.

Você realmente se engana a pensar nas mentiras mais loucas quando está ferrado e porque está tão acostumado com as pessoas que NÃO te chamarem atenção pelas suas merdas (elas trabalham para você – olá) que você realmente acredita na sua mentira. (Precisa de uma referência, que tal quando você realmente pensou que eu tinha batido em você primeiro. Ou que eu estava escondendo drogas – a lista continua).

Admita as suas próprias merdas primeiro.

Muitas vezes você me machucou. Fisicamente e emocionalmente pelas coisas que você dizia e fazia enquanto estragava tudo. O monstro sai e você se torna malvado e horrível. O oposto do porque eu te amo.

E o que devo fazer? Como você se sentiria se estivesse apaixonado por uma pessoa que, na realidade, eram duas? Você, o amor da minha vida, e o monstro parecem iguais. O quão f*didamente confusa eu me sinto.

Eu estou brava. Tão brava.

Como você se sentiria se te vendessem produtos falsos? Eu me apaixonei por você enquanto você estava sóbrio. Um ano inteiro. Como eu poderia saber que isso estava reservado para mim? Como você se atreve a fazer eu me apaixonar, por esse outro ser – sua boa metade – apenas para arrancar a máscara quando eu estiver dentro?!

Eu me sinto o maior idiota do mundo.

Eu aguentei muito. Eu limpei a merda, o vômito e a merda, literalmente e figurativamente. Fui acusada de coisas malucas – nada disso eu merecia – apenas para nunca ouvir um pedido de desculpas pelo seu zelo alimentado por bebidas.

“Você me bateu repetidamente. Algo que você Nunca deveria ter feito. Que p*rra de homem você é.

E nada disso seria possível sem a bebida e as drogas. NADA.”

Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil