Últimas Imagens

Como uma artista nata, capaz de se arriscar e fazer qualquer coisa pelos seus personagens, Amber Heard aprendeu balé para sua personagem em A Garota Dinamarquesa. Infelizmente as cenas de dança não foram ao ar, o que não a deixou desanimada, já que aprender a dançar esse estilo de música se tornou um grande orgulho para ela!

Relembrando um bom passado de seus ensaios, ela publicou no Twitter um vídeo seu dançando com um de seus professores, assista logo abaixo:

/center>

Publicado por Nora Bueno em 21 de April

Como alguns de vocês já devem saber, Amber Heard interpreta uma bailarina no filme A Garota Dinamarquesa, e antes das gravações do mesmo terem começado ano passado, Heard teve intensas aulas de balé para se aperfeiçoar sua personagem. As performances de dança chegaram a ser gravadas no set, mas como em qualquer filme, muitas partes são cortadas e não chegam ao cinema, e essa foi uma delas. Por sorte, uma parte da cena foi divulgada na internet, onde mostra Amber dançando ao lado de seu parceiro de balé, que muito provavelmente é o seu professor. Confira:

Publicado por Nora Bueno em 15 de October

Amber Heard é a capa da revista peruana COSAS desse mês, onde há alguns meses concedeu uma entrevista exclusiva para a mesma, confira:

Poucos meses antes do escândalo com Johnny Depp, tivemos a oportunidade de conversar com Amber Heard. Além de sua simpatia, ela nos impressionou, pois fala espanhol perfeitamente. Durante a conversa, ela teve o cuidado de não falar muito sobre seu casamento com Depp (eles ainda estavam juntos), mas sabemos que a natureza da personalidade, inteligência e independência desta atriz mostram que ela não tem nada a ver com o estereotipo de “loira sexy”. Como participou de um papel secundário no filme A Garota Dinamarquesa, comecei pedindo a sua opinião sobre como ela avançou seu reconhecimento sobre a comunidade trans.

“Por um longo tempo, houve um grupo de pessoas que não foram representadas, pessoas que foram ignoradas, maltratadas e marginalizadas e, por causa disso, eu me senti orgulhosa de fazer parte do elenco de A Garota Dinamarquesa”, disse ela. “Graças a este filme, hoje há uma maior compreensão do problema, e eu acho que o entendimento é a base de aceitação e inclusão. Eu amo que hoje nós estamos tendo esse tipo de conversa. “

A definição sexual é importante para você?

Eu acho que a essência de quem somos está na união do nosso coração e mente, acredito que preferências sexuais não determinam quem somos. Os seres humanos são muito mais complicados: não podem simplesmente serem definidos como uma mulher, homem, gay ou heterossexual. A cada dia continuamos a aprender sobre a história de pessoas que representam a diversidade da nossa sociedade.

E como você se define?

Eu tive relacionamentos bem sucedidos com mulheres e com os homens. Eu amo quem amo, a pessoa é o que importa. Você não poderia dizer o que é para mim o feminino ou o masculino, porque, em muitos aspectos, eu me sinto super feminina, mas em outros, muito masculina. Francamente, acho que os rótulos não funcionam para mim. Por exemplo, se você mostrar muita força e poder, essas características são tomados como masculina, e se alguém é submisso, identifica-se como feminina. Essa é uma visão limitada, à moda antiga, e cabe a nós como uma sociedade reestruturar essas coisas.

Quando você decidiu trazer suas preferências ao público?

Eu nunca estive no armário. Eu sempre vivi minha vida como eu queria, e eu tenho sido honesta comigo mesma e todos ao meu redor. Sobre o amor, eu sou totalmente aberta.

Você acha que reina machismo em Hollywood?

Machismo existe, e nós, mulheres, devemos mudar essa situação, porque eu não acho que os homens vão fazer. Eu me sinto frustrada com a falta de bons papéis femininos, porque mesmo quando eles existem, muitas vezes as mulheres aparecem como objetos sexuais. Cabe a nós escrever bons papéis, produção e direção. Eu acho que ao longo do tempo temos regredido, porque em filmes clássicos, mulheres, apesar das saias, muitas vezes tinham papéis mais complexos, fortes, e não precisavam se vestir com calças para justificar seu poder.

Tradução e Adaptação: Equipe AHBR

Publicado por Nora Bueno em 1 de July

O professor Jack Mitchel divulgou fotos de Amber Heard durante os ensaios de balé que ela realizou em 2015 para sua personagem Ulla em A Garota Dinamarquesa. Infelizmente as cenas de balé foram cortadas do filme, mas Jack diz que mesmo assim se sentiu lisonjeado por fazer parte de tudo isso, confira:

Publicado por Nora Bueno em 8 de June

Hoje (23) o site AfterEllen divulgou um entrevista com a equipe de A Garota Dinamarquesa, incluindo Amber Heard, nos bastidores do filme, onde eles falam um pouco sobre o mesmo. Logo abaixo além do vídeo, confira também screencaps da Amber nele:

 “Uma história tão fascinante e única como essa, é uma história em que todos nós podemos nos conectar, é humano, é sobre amor”

 

Publicado por Nora Bueno em 23 de February

O site Flicks And The City Plus divulgou quatro minutos de bastidores do filme A Garota Dinamarquesa. Amber Heard aparece em 1:50 e 3:18 caracterizada como Ulla, sua personagem no drama. Você pode conferir o vídeo logo abaixo:

Publicado por Nora Bueno em 8 de January

Um coquetel de charme e desafio, Amber Heard chega para a entrevista como uma bola de energia. Ela está usando botas grossas de salto alto e um vestido creme, com os braços estridentes com pulseiras e os dedos sob o peso de anéis de ouro.

A mulher de 29 anos de idade, com lábios escarlate e olhos felinos-verde, é uma visão impressionante. Não é de se admirar que ela cativou Johnny Depp, sua co-estrela no filme de 2011, Diário de um Jornalista Bêbado.

Ela e Depp estão juntos desde junho de 2012 e se casaram no ano passado. Apesar de qualquer pensamento de que Heard esteja ‘montando em suas costas’, essa ideia desaparece rapidamente assim que você a conhece.

A nativa de Texas vem atuando há mais de uma década, mas 2015 foi um ano de transições profissionalmente. Depois de um papel como protagonista em Magic Mike XXL, como a fotógrafa que encanta o stripper Mike, interpretado por Channing Tatum, agora ela está se alinhando no filme de Tom Hooper, A Garota Dinamarquesa.

O filme, que tem como parte do elenco as estrelas Eddie Redmayne e Alicia Vikander nomeados para o Globo de Ouro, conta a história verídica de Lili Elbe (Redmayne), que viveu a primeira parte de sua vida como um homem e tornou-se a primeira pessoa a receber a cirurgia de mudança de gênero. “Você simplesmente sabia por volta da página quatro – provavelmente até antes – que aquilo era especial”, diz Heard, que aproveitou a chance de trabalhar com Hooper, o diretor britânico de O Discurso do Rei.

Heard interpreta Ulla Paulson, um artista e amiga de Einar e sua esposa Gerda (Vikander). “Ulla é toda sobre liberdade”, diz Heard. “Ela é muito espirituosa. O que ela realmente se preocupa é com o ser humano em si, e não o superficial dele. Ela é uma pessoa progressista, à frente de seu tempo. Nós percebemos o quão interessante que a amizade deve ter sido para ela e quão especial ela deve ter sido para ser capaz de fazer isso. E eu gostava dela fazer parte desse movimento, o início desse movimento de gênero”.

Enquanto o filme foi criticado por sua abordagem de grande bom gosto, programas de televisão como Transparent, Orange Is the New Black, filmes como Tangerine e pessoas como Caitlyn Jenner aumentaram a sensibilização para as questões dos transexuais.

“É uma prova que nossa cultura está pronta para esta conversa e nós, como uma sociedade, estamos interessados nessas histórias”, diz Heard. “Eu acho que é sobre o tempo. Não é por acaso que a maioria das pessoas nunca ouviu falar deste pioneiro extraordinário. Há uma razão para isso, e esta comunidade tão marginalizada, esquecida e omitida está finalmente vindo à luz. Nós estamos prontos para ser o farol que ilumina.”

Heard sofreu preconceitos em relação à sexualidade, em vez de gênero. Ela se assumiu bissexual em 2010, depois de um relacionamento com a artista Tasya van Ree. “Eu não quero ter que negar minha sexualidade, porém também não quero que a minha pessoa seja definida só por conta da minha opção sexual.”

“A única maneira de conseguirmos a mudança em uma direção positiva, no sentido de aceitar as pessoas pelo que elas são é olhando além dos meios superficiais, em vez de ser vítima de nossos preconceitos e nossos instintos tribais, a única maneira que nós temos para superar isso, é se familiarizar com esse assunto, expor isto a todos”, ela me diz. “Eu já disse isso antes, mas dependendo da educação que você recebe, isso se torna o antídoto para o preconceito.”

Em relação à falta de papéis decentes para as mulheres em Hollywood, ela diz: “Eu sou uma mulher… eu começo a rir algumas vezes,” ela dá de ombros. “Caso você não tenha notado, vá ver um filme agora e me diga se a maioria dos papéis para mulheres tem falas que sejam realmente convincentes.” Alicia Vikander observou que em seus últimos três filmes, ela não tinha uma cena com uma mulher de verdade. “Eu tive uma experiência semelhante.”

Mesmo para uma atriz em sua faixa etária, as opções são estreitas – muitas vezes apenas “estereótipos demais e uma concorrência gigante”, como ela diz. “Porque há poucos papeis para uma concorrência tão feroz e qualquer coisa que seja liderada por uma mulher não será financiada.”

“Então, esses filmes são tipicamente sub-financiados e com um sub-orçamento. Os cineastas são 90 por cento do sexo masculino, por isso não temos uma perspectiva mais equilibrada dos seus contadores de histórias. Estamos muito atrás neste meio possivelmente progressivo”.

Heard chama o sistema de “muito injusto” em relação ao sexismo. “É preciso não apenas atores e atrizes perceberem isso. Eu vou mostrar para todos um filme dirigido por um elenco feminino ou com foco na vida feminina ou elementos da perspectiva feminina. Mas para isso acontecer. eles têm que estar interessados em mudar – o sistema de filmes financeiros tem de mudar.”

Publicado por Nora Bueno em 2 de January

Como sabemos, Amber Heard interpreta uma bailarina em A Garota Dinamarquesa e a mesma realizou inúmeras aulas de dança para se sair bem durante as cenas, mas infelizmente muito do que foi realizado por ela, foi cortado no filme, mas Alicia Vikander, sua colega de elenco, se pronunciou sobre o assunto para a MTV, confira o vídeo e a tradução logo abaixo:

“Na verdade eu sei, pois é sempre dito nos filmes que você não tem tempo o suficiente e eu sei que eles fizeram um corte e foi muito longo, durou mais de duas horas e também sei que isso não é bom para contar histórias. Amber Heard em contra partida, eu costumava dançar e fiquei muito impressionada. Ela fez duas grandes danças , balés, porque ela interpreta uma bailarina e elas foram extraordinárias. Sei que Eddie e eu dissemos que isso precisava ser incluso no material de DVD.”

Publicado por Nora Bueno em 30 de December

Há algumas semanas, Amber Heard, juntamente com o elenco de A Garota Dinamarquesa, estiveram realizando uma entrevista com o programa Today Show em Londres. No vídeo, podemos ver novas cenas do filme, além de um bate papo entre os atores, confira logo abaixo:

A Garota Dinamarquesa estreia aqui no Brasil em fevereiro do próximo ano.

Publicado por Nora Bueno em 30 de December

Amber esteve ontem (16) pela primeira vez no programa The Late Late Show with James Corden e com o foco de divulgar A Garota Dinamarquesa, ela comentou sobre o processo de aprender balé para o filme, já que sua personagem é uma bailarina e ela não conhecia absolutamente nada sobre esse tipo de dança. Heard revelou que durante sua aprendizagem, ela enviou vários vídeos para seus amigos, pois achava que estava se saindo muito bem, mas após enviados, ela percebeu que mesmo dançando da forma correta e estando toda produzida, suas mãos estavam absolutamente horríveis em formato de “garras” e que isso foi extremamente constrangedor. Entenda melhor assistindo a entrevista logo abaixo:

O apresentador também postou uma selfie dele com Amber e os outros convidados nas redes sociais do programa:

Nós adicionamos em nossa galeria screencaps da entrevista:

Publicado por Nora Bueno em 17 de December