Seja bem-vindo ao Amber Heard Brasil, a sua maior e melhor fonte brasileira sobre a atriz no Brasil. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs e não possui qualquer ligação com Amber Heard, sua família ou seus representantes. Todo o conteúdo original aqui apresentado pertence ao site a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida, nós NÃO reivindicamos ou possuímos direito de propriedade sobre nenhuma das fotos em nossa galeria, as mesmas pertencem aos seus respectivos donos legítimos e estão sendo usadas de acordo com a Fair Use Law § 107.

ALERTA DE GATILHO: comentários e imagens sobre agressões físicas em detalhes explícitos e aterrorizantes, sendo assim, pode causar desconforto e desencadear fortes emoções. Se você é sensível a este tipo de conteúdo, por favor, não leia.

Amber Heard descreveu uma “situação de refém por três dias” com Johnny Depp, onde ele supostamente foi viciado em drogas, atacou-a, urinou na frente de pessoas e escondeu carne crua em um guarda-roupa.

Ela disse que foi visitá-lo na Austrália em março de 2015, enquanto ele filmava Piratas do Caribe e eles deviam ficar sozinhos por três dias. Heard disse que temia por sua vida e a descreveu como “a pior coisa que já passei”.

Em uma declaração de testemunha apresentada como parte do caso de difamação de Depp contra o The Sun por alegações de violência doméstica, Heard disse que seu ex-marido estava fazendo “todos os tipos de acusações sem sentido” sobre ela, além de ter “alucinações estranhas e paranoicas”.

A new picture allegedly shows scars on Amber's arms
Nova imagem mostrando as cicatrizes de Amber do ocorrido

Ela disse: “A melhor maneira de descrever o que aconteceu na Austrália é que foi como uma situação de refém por três dias. Devíamos ficar lá por três dias sozinhos, mas foi só quando cheguei que percebi que estava presa neste lugar remoto, sem meios para sair, e que Johnny já estava usando e tinha um saco de drogas. Eu estava em uma casa isolada, a pelo menos 20 minutos de ajuda; onde eu não poderia sair; eu estava presa e isolada com uma pessoa violenta que sofre de depressão maníaca, transtorno bipolar e um padrão de psicose e violência repetidas induzidas por drogas, que estava em uma farra de drogas e álcool por vários dias. Ao longo desses três dias, houve atos extremos de formas psicológicas, físicas, emocionais e outras formas de violência. É a pior coisa que já passei. Fiquei com um lábio e nariz machucados e cortes nos braços.

Heard alegou que, a certa altura, Depp a agarrou pelo pescoço, empurrou-a contra a geladeira e disse que poderia “esmagar” seu pescoço. Ela disse que havia cacos de vidro em todos os lugares e alegou que ele arrancou a camisola dela para que ela estivesse nua.

“Num momento ele me puxou pelo pescoço e me empurrou contra a bancada, eu estava contra a bancada, nua, curvada para trás, minhas costas contra o mármore. Ele estava apertando tanto meu pescoço que eu não conseguia respirar. Eu estava tentando lhe dizer que não conseguia respirar. Lembro-me de pensar que ele ia me matar naquele momento -” disse ela.

Durante o tribunal Heard também descreveu outro ocorrido. Ela alegou que o casal estava discutindo sobre Depp beber e quando ela o confrontou, ele ofereceu a garrafa a ela.

Heard disse ao tribunal: “Ele disse: ‘Ah, sim, você quer? Aqui está,’ e nesse ponto a bebida já… ele já havia desistido por um tempo e estava na lista de “se isso acontecer, eu saio” algo assim. Estava na lista de exclusão. E ele gesticulou para oferecer para mim e eu estendi a mão para pegá-la e ele o puxou de volta.”

Ela disse que Depp estava “me provocando para pegá-la” e depois o afastava. Heard continuou dizendo que “a alcançou pela segunda vez e eu a joguei no chão entre Johnny e eu”. Ela acrescentou: “Lamento ter feito isso”.

Heard então disse: “Ele começou a pegá-las (garrafas) uma a uma e jogá-las como granadas. Uma após a outra após a outra, na minha direção, e senti vidro quebrando atrás de mim, me afastei mais no bar e ele não parou. Eu estava com muito medo de olhar para trás. Ele jogou todas as garrafas que estavam ao seu alcance, exceto uma que era uma garrafa de vinho comemorativa do tamanho de uma magnum.”

Heard disse que se lembrava que aquela era a única garrafa que não havia sido quebrada em cerca de 30.

No dia seguinte, ela disse ter notado que o dedo de Depp havia sido cortado, explicando em sua declaração: “Na verdade, eu não vi o dedo sendo cortado, mas estava preocupado que isso tivesse acontecido na noite anterior. Imaginei que poderia ter acontecido quando ele estava quebrando o telefone na parede perto da geladeira.

Em sua declaração, Heard continua dizendo que a segurança chegou e perguntou a Depp onde ele estava.

“Ele saiu pela porta da frente, embora a segurança tentasse detê-lo. Ele pegou o pênis e eles perguntaram o que ele estava fazendo. Ele respondeu como se estivesse dormindo: ‘Eu preciso mijar, é a minha casa’. Ele fez xixi do lado de fora da porta da frente; então ele voltou e fez isso bem na frente deles, rindo nervosamente. Ele disse que estava tentando escrever meu nome, mijando nas paredes e no tapete, andando pela casa.”

Heard disse que Depp foi levada ao hospital e, em algum momento naquele dia, encontrou a camisola que usava.

“Havia pedaços dela enrolados em alguma coisa e eu percebi que era o bife que eu planejava cozinhar. Ele rasgou o vestido em pedaços e colocou carne crua nele. Ele também andou por aí e pintou todas as minhas roupas no armário. Ele havia tirado muitas roupas, colocado na banheira e derramado tinta sobre elas. E ele havia escondido mais pedaços de carne crua em alguns lugares, como no armário do quarto. Foi realmente uma bagunça”, disse ela.

O julgamento ouviu anteriormente que Depp disse que seu dedo foi cortado depois que Heard jogou uma garrafa de vodka nele.

O caso continua.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil




Amber Heard alegou no tribunal na segunda-feira que, durante seu relacionamento com Johnny Depp, ela temia que ele fosse matá-la e que ameaçava repetidamente disso. Ela estava testemunhando no 10º dia do julgamento de difamação de Depp contra o jornal The Sun, que está ocorrendo no Royal Courts of Justice de Londres.

Em uma declaração ao tribunal, divulgada na segunda-feira, Heard disse: “Alguns incidentes foram tão graves que eu tinha medo que ele fosse me matar, intencionalmente ou apenas perdendo o controle e indo longe demais. Ele ameaçou explicitamente me matar muitas vezes, especialmente mais tarde em nosso relacionamento.”

Heard disse que conheceu Depp quando estava filmando The Rum Diary em 2009, quando ela estava em um relacionamento com a artista Tasya van Ree. Eles não se encontraram novamente até 2011, quando estavam promovendo o filme.

Seu publicitário a convidou para encontrar Depp e o diretor em um quarto de hotel para uma bebida, mas quando ela chegou lá, era apenas Depp. “Nosso relacionamento romântico então começou”, disse ela.

Mais tarde naquele ano, Depp a convidou para passar um fim de semana no Trump SoHo, em Nova York. “Reservei um quarto e o encontrei lá”, disse ela. “Lembro que tive que sair para fazer uma coisa e, quando voltei, minhas malas estavam no quarto dele. Ele disse que os tinha mudado e eu ficaria com ele agora. Na época, eu pensei que era meio romântico.”

Beberam vinho tinto juntos até altas horas da noite. “Quando Johnny e eu estávamos juntos, era como se fôssemos as únicas pessoas no mundo. Adorávamos a mesma música, poesia e arte – ficávamos sentados e conversando por horas ”, disse ela. “Ele era envolvente e intelectual, sombrio e engraçado. Ele sabia muito sobre a vida e havia vivido mais e muito mais do que eu. Eu fiquei cativado. Eu nunca tinha estado com alguém como ele.”

Depp disse que eles tinham que ter cuidado com a forma como as notícias de seu relacionamento saíam, porque ele estava preocupado que Heard seria responsabilizada por sua separação com Vanessa Paradis.

Ela acrescentou: “Quando eu ia ao complexo dele na Sweetzer Avenue em Los Angeles ou o encontrava no set, ele mandava um motorista para mim e eu precisava me esconder embaixo de um cobertor no carro”.

“Quando estávamos juntos, sempre éramos apenas nós dois. Estaríamos em seu complexo, atrás dos portões. Era como se eu estivesse namorando um rei, com seu nível de fama e a maneira como ele vivia. Aprendi então que tinha de suspender todas as expectativas de normalidade, mas depois compreendi como isso o protegia, me isolava e facilitava comportamentos inaceitáveis”.

Foi em março de 2013, quando Depp começou a beber muito depois de 160 dias de sobriedade, que ele a bateu pela primeira vez, alega Heard. É uma das 14 ocasiões em que Depp foi violenta com ela, de acordo com as alegações apresentadas ao tribunal pela equipe jurídica do The Sun.

A violência começou, ela alega, quando fez uma piada com uma das tatuagens de Depp, que originalmente lera “Winona Forever”, em homenagem a sua ex-namorada Winona Ryder. Quando eles se separaram em 1993, ele mudou para “Wino Forever”.

Quando ela riu, “ele me bateu com a mão aberta na minha bochecha”, disse ela ao tribunal. “Fiquei atordoada. Eu nunca tive um homem além do meu pai que me batesse. Eu estava olhando para ele em choque, terminando o riso que o levou a me bater, olhando para ele e tentando decifrar o que estava acontecendo. Eu não sabia se era algum tipo de piada.”

Depp a golpeou novamente, dizendo: “Você está rindo, você acha engraçado, puta?”, Ela alega.

“Eu não sabia o que dizer. Ele tentou provocar uma resposta minha, dizendo ‘hein?’. Eu não sabia o que dizer e foi como se meu silêncio o provocou ainda mais porque ele me bateu de novo com mais força ainda.”

“Parecia que meus olhos tinham pulado para fora. Johnny usa muitos anéis, um em cada dedo. Este terceiro golpe me deixou desequilibrada e eu caí no chão. Lembro-me de pensar ‘o que vou fazer?’, Eu estava em um espaço quieta e congelada”

“Senti que teria que sair de casa, o que significaria deixar o relacionamento e não estava pronta para fazer isso”, disse ela. “De muitas maneiras, eu estava tão apaixonada. Eu queria que isso funcionasse e ficasse bem. Levantei-me lentamente e me sentei no sofá.”

“Acho que ele já estava se desculpando. Lembro-me dele de joelhos chorando, porque lembro de pensar que era incomum ver um homem chorar na minha frente. Ele disse que estava arrependido e que não faria isso novamente. Ele me indicou que essa mudança repentina de humor costumava acontecer, mas que não aconteceria novamente.”

“Ele me disse que era como se outra personalidade tivesse feito isso e que ele pensava ter matado aquela outra pessoa e que nunca havia voltado antes”.

Depp atribuiu o incidente a uma doença, que ele chamou de “o monstro“, ela alega.

No segundo incidente, também em março de 2013, Heard disse que Depp se opôs a uma pintura de Van Ree estar em sua parede. Ele foi “desencadeado naquele dia por cocaína, pílulas, maconha e bebida”, disse ela.

“A certa altura, ele tentou incendiar a pintura com o isqueiro”, disse ela. “Eu tive que impedi-lo fisicamente de tentar acendê-lo. Ele me bateu no rosto com as costas da mão e tirou sangue, alguns dos quais acabaram na parede.

Depp a acusou de ter um caso com Van Ree, e quando ela tentou se afastar, ele “me agarrou com força, me sacudiu e me jogou contra uma parede. Eu não consegui acalmá-lo – ele estava com tanta raiva e simplesmente não deixou isso acontecer.”

Heard disse que discutiram na noite de núpcias em 2015 sobre o uso de drogas.

Ela disse: “Ele perdeu peso e desapareceu no banheiro por longos períodos durante o casamento. Ele era ainda mais possessivo do que o habitual e simplesmente não fazia sentido a maior parte do tempo. Tentei sorrir através dele e entreter nossos convidados. Mas nunca me senti tão sozinho na minha vida.”

Depp nega todas as alegações de violência.

O julgamento continua.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil




ALERTA DE GATILHO: comentários e imagens sobre agressões físicas em detalhes explícitos e aterrorizantes, sendo assim, pode causar desconforto e desencadear fortes emoções. Se você é sensível a este tipo de conteúdo, por favor, não leia.

Amber Heard fez uma série de alegações gráficas contra o ex-marido Johnny Depp em um longo testemunho durante o julgamento por difamação.

A declaração veio quando ela começou três dias de provas no Tribunal Superior, como parte do caso de Depp contra o jornal The Sun, sobre um artigo de 2018 que o rotulou de “espancador de esposa”.

O comportamento “controlador e de isolamento” de Depp e o abuso de álcool e drogas:

A atriz alegou que Depp culparia todas as suas ações por uma terceira pessoa criada por ele que ele chamou de “o monstro” e tinha uma “enorme lista” de medicamentos prescritos, e depois teve um médico para abuso de drogas e enfermeiras em período integral.

Heard disse que Depp chamava atrizes de “prostitutas que não valem nada”, a chamou de “louca por fama” e de “prostituta de atenção” por usar roupas sexys e disse que recebia menos todos os anos que estava com ele porque perdia muito trabalho devido a ele.

A atriz disse que tinha que justificar por que estava fazendo um filme, especialmente se houvesse cenas românticas, e Depp insistia que ela estava tendo um caso com todos os atores masculinos com quem contracenava, incluindo Eddie Redmayne, James Franco, Jim Sturgess, Kevin Costner, Liam Hemsworth, Billy-Bob Thornton, Channing Tatum e Leonardo DiCaprio.

Depp deu a cada co-estrela masculina que ele considerava uma ameaça sexual um apelido, incluindo “Cabeça de Abóbora” para DiCaprio, “Cabeça de Batata” para Tatum e Jim “Cocô” Sturgess, disse Heard.

Heard afirmou que Depp disse que sua morte era a única maneira de sair do relacionamento e descreveu o que ele queria fazer com ela se ela o deixasse ou o machucasse, incluindo talhar o rosto para que ninguém mais a quisesse.

Ela disse que os apelidos pioraram com o tempo e ele disse coisas como “bem, eu vou ter que assistir você ser estuprada” e “espero que você seja cercada por um monte de caras do caralho”.

Heard disse que não acredita que Depp se lembre da maioria das coisas que ele fez com ela e que outras pessoas estão convencidas de que ela está inventando tudo “por atenção, dinheiro ou fama”.

“Eu não estou”, ela escreveu.

Início de 2013 – primeiro incidente violento:

Ao falar sobre uma tatuagem que ele havia alterado de Winona, sua ex-parceira, para “Wino”, Heard riu de algo que ele disse e bateu nela com a “mão aberta na minha bochecha”.

Ela disse que ele a golpeou de novo com ainda mais com força, e parecia que seus olhos tinham saído.

Johnny usa muitos anéis, um em cada dedo. Esse terceiro golpe me deixou desequilibrada e eu caí no chão”, escreveu ela, acrescentando que foi a primeira vez que o ouviu falar sobre “o monstro”.

Março 2013 – o incidente da pintura:

Heard disse que Depp repentinamente viu um problema com um quadro que sua ex-mulher Tasya van Ree havia pintado depois de ele ter tomado “muitas drogas”.

Ela disse enquanto tentava impedi-lo de colocar fogo na pintura. Ele bateu no rosto dela com as costas da mão, tirando sangue que espirrou na parede e a acusou de ter um caso com Tasya.

Ele então se recusou a sair de casa para filmar um documentário de Keith Richards e depois que Heard e sua irmã o acalmaram para viajar para lá, ele segurou um de seus cães, Boo, pela janela do carro e uivou como um cachorro.

24 de maio de 2014 – voo de Boston para LA:

Heard disse que se levantou e Depp a chutou com força nas costas e disse: “Você está se afastando de mim?”

Ela disse que ele a abusava verbalmente, inclusive dizendo: “Quando pousarmos, posso ligar para alguns irmãos negros que podem te foder se você estiver desesperada por isso”.

No dia seguinte, ele mandou uma mensagem para ela dizendo que “mais uma vez” estava em um “lugar de vergonha e arrependimento”, dizendo que isso nunca aconteceria novamente e que ele a amava e sua “doença de alguma forma surgiu e me agarrou”.

O assistente de Depp mandou uma mensagem para Heard e disse que quando contou a Depp que havia chutado sua esposa “ele chorou”.

Agosto de 2014 – desintoxicação nas Bahamas:

O casal foi às Bahamas com uma enfermeira para ajudar Depp “a abandonar seu vício em analgésicos prescritos e outras drogas”.

Heard disse que ela estava assustada quando “o comportamento dele ficou mais louco”, e a certa altura ele “chutou e me empurrou, então eu caí no chão, agarrei meu cabelo e me deu um tapa. Ele estava com tanta raiva que bateu a porta com tanta força que quebrou”.

17 de dezembro de 2014 – mensagem de texto:

Após “um incidente de violência”, Depp mandou uma mensagem para Heard dizendo que estava arrependido e disse: “Eu sou um maldito selvagem … Tenho que largar isso … Vou largar isso !! O diabo está por toda parte, certo … ??”

Ele disse que nunca faria isso de novo, o que Heard disse ser um exemplo de “suas promessas efusivas de que isso nunca mais aconteceria”.

Janeiro de 2015 – estreia do filme em Tóquio:

O casal estava em um quarto de hotel e algo chateou Depp, que Heard disse que acabou com ele em fúria e deu um tapa nela.

“Foi realmente perturbador porque nem estava claro exatamente o que ele estava chateado”, disse ela.

Março de 2015 – ‘situação de refém’ na Austrália:

Heard disse que durante três dias na Austrália houve “atos extremos de violência psicológica, física, emocional e outras formas de violência”, que ela chamou de “situação de refém”.

A atriz contou que foi “a pior coisa que já passei” e ficou com lábio e nariz machucados e cortes nos braços e pés.

Ela disse que Depp deu um tapa nela, agarrou-a pelo pescoço e a empurrou contra a geladeira enquanto ele cheirava a uísque, enquanto dizia a ela que poderia esmagar seu pescoço e disse “como seria fácil”.

O ator “continuou atacando” ela no segundo dia e, enquanto ela tentava fugir, através do vidro das garrafas que ele quebrou, ele a agarrou pelos cabelos e a jogou sobre uma mesa de pingue-pongue que desabou sob ela antes de agarrar seu pescoço e bateu a cabeça contra a geladeira.

Ela disse que ele lhe disse: “Você faz isso comigo o tempo todo; você faz isso; você faz com que eu faça isso”.

Heard disse que Depp arrancou seu roupão, agarrou seus seios e a empurrou contra uma geladeira antes de empurrá-la contra o bar, onde ele pressionou tanto seu pescoço que ela não conseguia respirar e pensou que ele a mataria quando ele gritou: “Você arruinou minha vida, eu te odeio, eu vou te matar e vou foder seu cadáver.”

Foi durante esse incidente que Depp disse que Heard cortou o dedo, mas Heard disse que isso é “falso” e ela ficaria “muito surpresa se ele se lembrar de alguma coisa”.

No terceiro dia, Heard disse que desceu as escadas e encontrou uma música estridente, “tudo quebrado e estilhaçado” e uma parede pintada com sangue antes de encontrar Depp segurando uma garrafa de Jack Daniels enquanto levantava o dedo ensanguentado e coberto de tinta, com o osso aparecendo.

Depois que Depp a acusou de ter outro homem naquela noite, ele jogou uma xícara de café pela TV e seu segurança entrou rapidamente, o que ela disse ter sido a primeira vez que via outra pessoa em três dias.

Enquanto seu segurança procurava o resto do dedo, Depp foi até a porta da frente, tirou o pênis e urinou do lado de fora da porta da frente e depois dentro de casa, disse Heard.

Março de 2015 – incidente na escada:

Heard disse que ela voltou a Los Angeles antes de Depp, mas quando ele voltou, eles entraram em uma grande discussão sobre mensagens que ela achou “que mostravam que ele estava me traindo”.

Ela disse que sabia que ele a traiu antes do casamento, mas não achou que ele continuaria depois, e quando ela o confrontou “ele reagiu mal”.

Agosto de 2015 – Malásia:

O casal estava no trem Eastern Oriental e entrou em uma discussão, Heard contou que Depp a empurrou contra a parede da cabine e rasgou sua blusa, expondo seus seios enquanto ele gritava, bateu no rosto dela e a sufocou antes de soltar.

Dezembro de 2015 – Los Angeles:

Heard disse que 15 de dezembro foi “uma das piores e mais violentas noites” de seu relacionamento, com Depp jogando uma garrafa de cerveja nela, dando um tapa nela e arrastando-a pelos cabelos em volta da cobertura.

Ela conseguiu escapar e correu para o andar de cima, mas ele a pegou e a puxou para o topo da escada pelos cabelos, em seguida, continuamente a derrubou no chão antes de bater com a cabeça no nariz.

Heard disse que foi o momento em que ela decidiu deixá-lo, mas depois de dizer a ele contou que ligaria para a polícia se ele a tocasse novamente, ele a arrastou para o andar de cima, em seguida, agarrou sua garganta, empurrou-a para o chão e bateu nela antes de lhe dar um tapa e dizer que ele a mataria.

A atriz disse que Depp empurrou o rosto para o colchão e não quis ouvi-la quando ele colocou o joelho nas costas dela, enquanto apertava a cabeça dela, lascando a estrutura da cama.

Heard disse que não se lembra de nada depois disso até que sua amiga entrou na sala e chamou uma enfermeira para fazer uma verificação de concussão. Ela teve dores de cabeça por uma semana depois, ela disse.

Poucos dias depois, ela disse que ela e Depp se encontraram para falar sobre o que ele havia feito, mas ele alegou que só deu “uma batidinha na minha cabeça”, antes de dizer que estava “fodido” e foi embora.

Abril de 2016 – festa de 30 anos de Heard:

A atriz disse que ele chegou atrasado no aniversário dela, bêbado e chapado, depois ficou com raiva quando disse que estava chateada.

Depp jogou uma magnum de champanhe nela e errou, depois a empurrou para o chão em cima do copo e agarrou seus cabelos enquanto ela tentava fazer uma mala para sair.

Ele olhou para ela, quebrou fotografias e saiu, deixando uma nota que dizia “Feliz aniversário de merda”.

Foi quando Depp alega que Heard ou uma de suas amigas defecaram em sua cama, mas Heard disse que “simplesmente não é verdade” e que os cães “sofreram muito acidentes em casa, incluindo cocô na cama antes”.

21 de maio de 2016 – Los Angeles:

Os dois se encontraram para discutir seu relacionamento no apartamento quando Depp acusou ela ou seu amigo, iO, de defecar na cama, então ela colocou iO no viva-voz, que riu, enfurecendo Depp.

Heard disse que Depp “jogou o telefone na minha cara o mais forte que pôde”, atingindo sua bochecha e os olhos direito diante dos amigos que ela havia dado as chaves para entrar.

O segurança de Depp entrou e pediu que ele parasse enquanto esmagava as coisas, incluindo garrafas de vinho e uma porta.

Os policiais chegaram à casa, mas Heard disse que se recusou a dar um depoimento.

Heard disse que foi ao aniversário da amiga no dia seguinte, pois havia prometido levar um bolo, quando a anfitriã a levou para o lado e disse que ela podia dizer que Heard estava com problemas e que ela podia ficar na casa a qualquer momento.

A atriz disse que ficou “impressionada com isso” e percebeu que estava ansiosa, com seu peso caindo para 45,3 kg – agora ela tem 58,9 kg – e depois disso pediu o divórcio e uma ordem de restrição à violência doméstica.

Heard forneceu sete declarações de testemunhas ao tribunal no total, detalhando atos de violência física, verbal e mental que ela alega ter sofrido nas mãos de Depp entre 2011 e 2016.

O caso continua.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil




O ator de 57 anos, disse à estrela do Aquaman “me corte, me corte, se não, eu vou” enquanto ele segurava a lâmina durante um áudio gravado em julho de 2016 – um mês antes do acordo de divórcio.

O áudio abafado do incidente foi reproduzido no Supremo Tribunal, onde Depp está processando o The Sun por um artigo em 2018, chamando-o de “espancador de esposa”.

Nele, Depp pode ser ouvido dizendo: “Você quer me cortar. Me corte onde quiser. Você quer me cortar em algum lugar. No braço, no peito? Por onde você quer começar? Me corte.” Heard responde: “Não corte sua pele. Por favor, não corte sua pele. Por que você faria isso? Por favor, não faça isso.”

O ator pode ser ouvido dizendo a Heard “é fácil” e ele “precisa fazer o que eu quero,” pois ela implora continuamente que ele não se corte.

Depp continua: “Me corte. Se não, eu farei. Me corte.” Enquanto Heard protesta, Depp pode ser ouvida no áudio gritando “corta, corta, corta”, antes de chamá-la de “covarde”. Ele acrescenta: “Você quer ser cortada. Quer? Isso vai ao tribunal.” Respostas ouvidas: “Abaixe a faca. Apenas abaixe a faca. Não faça. Não faça isso. Não faça Johnny. Por favor, você vai se machucar.”

Depp diz a ela: “Eu quero olhar para você. Eu quero olhar para você. Existe uma maneira de a dor desaparecer.” O áudio termina com Heard dizendo a Depp “isso não vai fazer parar”

Confira o áudio legendado pela nossa equipe:

A conversa perturbadora do casal foi momentaneamente interrompida quando uma funcionária bateu na porta. Mas Johnny diz a ela “não, obrigado” e depois faz uma referência sexual obscena ao estado de suas roupas de cama.

Não está claro se a gravação foi feita em um hotel ou em um de seus luxuosos apartamentos, mas o tribunal ouviu que era em julho, quando o relacionamento terminava.

Ao confrontar o ator no quarto dia de tribunal, Sasha Wass QC, do The Sun, disse: “Você está ameaçando se cortar na frente da Srta. Heard e está segurando uma faca na época.” Mas Depp respondeu: “Eu estava pedindo que ela me cortasse. Se ela não estivesse disposta, eu mesma o faria.”

Anteriormente, o tribunal leu uma mensagem chocante enviado em 15 de agosto de 2016 – a data do acordo de divórcio do casal – por Depp a seu agente. Nele, o ator ameaça “cortar” os órgãos genitais de Elon Musk depois de acreditar que ele e Heard estavam tendo um caso.

O bilionário da SpaceX namorou Heard por cerca de um ano depois que ela se separou do ator de Piratas do Caribe.

A mensagem acusou Heard de ter um caso com “Molusco” – ou seja, o fundador da Tesla. A mensagem dizia: “Vamos ver se ‘Molusco’ tem culhão, vem me ver cara a cara. Vou mostrar a ele coisas que ele nunca viu antes, como o outro lado do seu p*u quando eu o cortar.” Musk negou ter tido um caso com a atriz.

Depp também chamou sua ex-esposa de uma série de nomes extremamente gráficos e sexualmente depreciativos que escolhemos não publicar.

Ele escreveu: “Ela está implorando por humilhação global. Ela vai conseguir. Não tenho piedade, medo e nem um pingo de emoção ou o que eu pensei que era amor por essa escavação de ouro, baixo nível, dez centavos… Ela vai bater forte na parede. Eu conheci uma Russinha sublime aqui … o que me fez perceber que quando soprou na stripper de 50 centavos … eu não a tocaria com uma maldita luva. Só espero que o karma entre em ação e tire o dom de respirar dela. Desculpe cara, mas agora não vou parar por nada.”

As evidências de Depp estão chegando ao fim hoje, depois de dramáticos quatro dias no estande, onde ele foi obteve várias acusações.

O tribunal foi informado de que ele jogou uma garrafa de champanhe em Heard durante suas comemorações de 30 anos em abril de 2016. Ele apareceu duas horas atrasado para a festa “exausto” e ficou “zangado” quando ela o chamou atenção por seu atraso.

Wass disse: “Você pegou a raiva de Amber por ter chegado atrasado como crítica, e você não gosta de críticas … Isso fez você ficar com raiva”. Ela continua: “E você estava, na época em que estava com raiva, perto de uma garrafa de champanhe.”

Wass disse que Depp jogou a champanhe na cabeça de Heard e errou, antes de “agarrar Heard pelos cabelos e empurrá-la para o chão”.

Depp alegadamente deixou uma nota para Heard, lendo: “Feliz aniversário de merda.”

No dia seguinte, foi encontrado cocô na cama e ele tirou fotos. Dizem que Depp considerou o incidente “hilário” – brincando, chamando Heard de “Amber nos Lixões” e “Amber Cocô”.

Algumas semanas depois, ele foi à casa do casal para coletar itens e estava “incitando uma briga”. Ele teria atirado um telefone em Heard depois que ela riu com um amigo sobre o incidente do cocô.

Fotografias de Heard com um rosto machucado e vermelho foram mostradas no tribunal, feridos supostamente causados ​​pelo telefone.

Depp disse hoje que as fezes definitivamente “não foram deixadas por um cachorro de três ou quatro quilos”, referindo-se ao Yorkshire Terriers Boo e Pistol do casal.

Ele disse à corte que achava que Heard ou uma de suas amigas eram as “únicas o suficiente para cometer um ato desse tipo”. Mas ele disse que o incidente depois significou que “tomou a difícil decisão de não vê-la mais”.

O tribunal também ouviu falar sobre o suposto ataque final em sua cobertura, onde um policial respondeu a uma ligação do 911.

Melissa Saenz, de Los Angeles, disse hoje ao tribunal que viu Heard “com o rosto vermelho” e chorando, mas disse que a estrela não parece ter machucados ou cortes.

Depp foi acusado de descontar sua “raiva e frustração” em Heard, 34, quando “falhou em controlar” seu abuso de drogas e álcool.

O caso continua.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil




O ator de Hollywood, 57 anos, é acusado de atacar Heard, 34, quando ela reclamou que ele chegava atrasado para sua festa de 30 anos.

Depp supostamente atirou a garrafa, agarrou seus cabelos e a jogou na cama deles, antes de deixar um bilhete dizendo “Feliz aniversário de m*rda” em abril de 2016.

Mas apresentando as evidencias no tribunal, o casal brigou quando Depp descobriu que havia perdido US $650 milhões em uma reunião de negócios “desagradável e feia.”

Depp disse: “Eu estava no estágio inicial de aprender com meu novo gerente de negócios recém-adquirido que os antigos gerentes de negócios tinham (tomado) bastante do meu dinheiro. Eles haviam roubado meu dinheiro.”

O tribunal foi informado de que Depp recebeu uma quantia “grotesca” desde que atuou na franquia Piratas do Caribe.

Quando perguntado quanto dinheiro lhe foi tirado, Depp respondeu: “Foi me respondido assim, porque eu não tinha ideia sobre dinheiro ou quantias de dinheiro. Desde Piratas (do Caribe) 2 e 3, eu tive – e isso é ridículo ter que dizer, é bastante embaraçoso – aparentemente eu havia ganho US $650 milhões e quando os demiti, pelas razões certas. Não havia perdido apenas 650 milhões de dólares, mas estava devendo 100 milhões de dólares porque eles (os gerentes de negócios anteriores) não pagavam meus impostos ao governo há 17 anos.”

O contador de Depp, Edward White, disse mais tarde ao tribunal que Depp descobriu na reunião que suas finanças estavam em um “estado desastroso.” Falando via link de vídeo de Los Angeles, ele explicou que Depp descobriu que seu imposto não era pago há vários anos – o que significa que ele devia milhões de dólares em impostos atrasados.

White disse que Depp também foi informado durante o período em que alguns funcionários o estavam “roubando”. O contador foi perguntado se o salário anual de Depp era de cerca de US $60 milhões após impostos, mas ele disse que não conseguia se lembrar.

A fortuna de Depp no ​​momento do divórcio com Heard foi dada em 317 milhões de libras – mas o casal não assinou um acordo pré-nupcial antes de se casar em fevereiro de 2015. Ela recebeu um acordo de divórcio de 5,5 milhões de libras, que doou para a caridade depois de acusar Depp de abuso.

O tribunal já havia sido informado de que Heard “levantou a questão” de Depp estar atrasada para o aniversário dela em sua mansão em Los Angeles, quando ele “ficou com raiva”.

Sasha Wass QC disse sobre o incidente em abril de 2016: “Você estava muito perto de uma magnum garrafa de champanhe. Você pegou a garrafa e jogou nela, mas ela desviou e o vidro quebrou. É assim que você se expressa quando está com raiva – esmaga as coisas. Você a agarrou pelos cabelos e a empurrou na cama. Você bloqueou a porta quando ela tentou sair e agarrou seus cabelos e a empurrou para o chão. Você chutou no peito dela.”

Mas Depp alegou que a sra. Heard o atacou – antes de deixar um cocô na cama.

O ator hoje terminou de dar provas depois de 23 horas no estande. Ao sair, ele sorriu e disse a um dos juízes: “Vou sentir sua falta.”

Mais cedo, ele falou hoje de uma gravação “secreta” do casal conversando em julho de 2016, onde o ator é ouvido dizendo a sua ex “você me machucou para p*rra, cara” Depp também diz “você deu a volta na cama para começar a me bater” na troca.

O ator também alegou que contraiu a superbactéria MRSA depois de cortar o dedo seguidamente com Heard.

O tribunal também foi informado de que Heard se enviou um e-mail em maio de 2014, após uma briga violenta em um vôo de Boston para Los Angeles.

Ela escreveu sobre o ator não ter o “ímpeto de nos consertar”.

A estrela do Aquaman disse que precisava: “Tempo e espaço para se recuperar … O homem que eu amava me chamou de decepção e muito antes de me chutar pelas costas e zombar de mim quando chorei por isso.”

Depp é acusada de atacar o Heard 14 vezes em três anos – a partir de 2013, quando ela zombou da tatuagem “Wino Forever” que havia sido alterada de “Winona Forever”.

Entre as alegações explosivas ouvidas no tribunal até agora, há alegações de que ela jogou um telefone para ela enquanto discutiam no dia seguinte à descoberta de cocô em seu leito conjugal.

Foi dito que ele a deixou com hematomas após outra série de ataques antes de se separarem em maio de 2016. Em uma delas, ele supostamente jogou uma garrafa de champanhe em Heard durante suas comemorações de 30 anos em abril de 2016.

E em uma discussão perturbadora apresentada à corte, Depp pode ser ouvido dizendo à esposa para “cortá-lo” enquanto ele segurava uma faca. Depp também foi acusado de descontar sua “raiva e frustração” em Heard, 34, quando “falhou em controlar” seu abuso de drogas e álcool. Ele “se transformava com um comportamento fisicamente destrutivo” – fazendo com que ele se referisse à sua “pessoa bêbada e violenta como ‘o monstro'”, dizia.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil




Na manhã desta quarta-feira, 08, aconteceu o segundo dia de tribunal do julgamento do caso de difamação de Johnny Depp contra o The Sun. Depp está processando o jornal por chamá-lo de “espancador de esposa” em um artigo de 2018, negando “veementemente” a violência contra a atriz Amber Heard.

Neste segundo dia, foram apresentados à corte novas evidencias da personalidade conturbada do ator quando estava sob a influencia de drogas e álcool.

Depp, 57, tentou inicialmente afirmar que não estava bêbado ou chapado no voo de Boston para Los Angeles em 2014. Mais tarde, porém, ele pediu desculpas ao juiz quando lhe foi mostrado uma mensagem de texto que ele havia enviado logo depois, no qual detalhava as substâncias que tomava. A Alta Corte de Londres soube que ele ficou furioso depois de descobrir que Amber Heard seria o “interesse amoroso” de James Franco no filme The Adderall Diaries.

Sasha Wass QC, do The Sun, disse a Depp: “Você estava insinuando uma briga. Você estava gritando obscenidades para Srta. Heard sobre James Franco no avião. Ela disse que Depp gritou suposições selvagens sobre a Srta. Heard “estar sendo f*dida no set” pelo Sr. Franco.

Depp negou que tivesse feito isso em um avião com seus assistentes, dois pilotos e uma aeromoça presente, o ator disse: “Não concordo com tudo o que você está dizendo.” e acrescentou: “Este é um trecho de sua imaginação [da Srta. Heard].”

Wass continuou: “A Srta. Heard mudou de lugar em mais de uma ocasião para se afastar de você. Você jogou cubos de gelo nela e chutou uma cadeira com tanta força que girou e bateu nela. Você estava furioso, exigindo saber o quanto ela gostava de sair com James Franco e estava com tanta raiva que você deu um tapa na cara dela na frente de todo mundo. Você a chamou de ‘p*ta insistente’ e de ‘prostituta’. Quando ela se afastou, você gritou: ‘Você está se afastando de mim?’ E a chutou nas costas. Você estava furioso como um monstro. Você acabou indo ao banheiro no avião e desmaiou.”

Depp negou isso, dizendo que não estava bêbado ou drogado – e afirmou que Heard era a agressora. Ele disse: “Enquanto a Srta. Heard estava me repreendendo, gritando comigo, levantei-me e fui ao banheiro. Peguei um travesseiro do sofá e dormi no chão do banheiro. Já fiz isso em algumas ocasiões.”

O tribunal ouviu a gravação de um longo e barulhento uivo. Wass afirmou que era a voz de Depp depois que ele ficou “excessivamente bêbado e drogado” no voo. Depp disse: “Se sou eu, definitivamente estava lidando com um problema. Acho difícil reconhecer isso como eu. Eu diria que parece um animal com dor. Wass disse: “Sim, mas você é esse animal. Se você estava com dor, era por causa do seu consumo de drogas e álcool naquele avião. A verdade é que você não se lembra de seu comportamento monstruoso naquele avião.”

Wass apresentou a Depp um texto que mais tarde ele enviou ao ator britânico Paul Bettany. Nele, Depp escreveu: “Vou parar de verdade a coisa da bebida, querido. Bebi a noite toda antes de eu pegar Amber para voar para Los Angeles no domingo passado. Feio, cara. Sem comida por dias, pós, meia garrafa de uísque, mil Red Bull e vodkas, pílulas, 2 garrafas de champers no avião e o que você ganha? Um índio zangado e agressivo apagando e gritando obscenidades, insultando qualquer pessoa que se aproximasse. Acabou. É certo que estou com muita merda na cabeça para descontar minha raiva em quem eu amo. Eu sou velho demais para ser esse cara. Mas pílulas tudo bem!

Ele imediatamente se desculpou, dizendo ao juiz: “Claramente cometi um erro. Peço desculpas, falei incorretamente sobre esta situação. Perguntado se ele agora aceitava que tinha bebido em excesso no avião, ele disse: “Sim”. Ele continuou: “Não me lembro se estava usando cocaína, mas de acordo com essa mensagem parece que não estava fora de questão de forma alguma. É muito provável que eu estivesse tomando pílulas, álcool, cocaína, maconha e, porque não havia me desintoxicado do Roxycodone, eu também estava nisso. Eu posso ter feito coisas das quais não tenho memória. Mas [meus assistentes pessoais] estavam lá e não teriam deixado nada acontecer com Amber. Eu não sou uma pessoa violenta, principalmente com mulheres. Chutar uma mulher pelas costas é um ato horrível e condenador. Se alguém chutasse uma mulher pelas costas, eu o chamaria de doente, animal selvagem, desagradável ​​- é uma das coisas mais repugnantes que alguém já me acusou.”

Ao deixar o banco de testemunhas, Depp juntou as mãos como se estivesse rezando. Ele disse ao juiz: “Mais uma vez, minhas desculpas por deturpar uma situação. Eu não estava totalmente ciente da coisa toda, então me perdoe.”

Depp disse que Heard havia dito a ele “muitas coisas negativas” sobre Franco depois de estrelar com ele em Pineapple Express. Ele disse ao tribunal: “Fiquei chocado por ela estar subitamente tão amigável e feliz com ele. Ela me disse que ele já havia tentado beijá-la e fez avanços sexuais em sua direção. Ela disse que ele era um idiota e um estuprador.”

Depp também foi acusado de outros casos de abuso. Dizem que Depp bateu em Heard em 2013 repetidamente sob uma pintura de sua ex Tasya Van Ree. Wass disse que Depp a atingiu “com tanta força que o sangue de seu lábio acabou na parede”. Ao juiz foi mostrada uma foto tirada pela Sra. Heard de uma contusão no braço, supostamente causada por Depp.

A picture of Amber's bruised arm shown to the court
Nova imagem mostrada no tribunal de Amber com seu braço machucado.



Ele disse: “Eu não bati na Srta. Heard e nunca bati nela.” Perguntado se ele era uma pessoa ciumenta, ele respondeu: “Eu sou sim.” Depp também negou ter atacado a Srta. Heard em uma casa móvel em Hicksville, que supostamente foi lixeira.

Outro acontecimento apresentado na corte foi Depp segurando a cachorrinha de Amber, Pistol, pela janela de um carro em movimento. Dizem que ele fez “barulhos uivantes” enquanto viajava no carro com Heard, sua irmã Whitney, motorista e assistente Nathan Holmes.

Sasha Wass, QC, disse: “Quando você estava no carro, estava fumando, abriu a janela e ficou nervoso e agressivo, como se estivesse naquele clipe que vimos ontem – o lado monstro de seu personagem. E você pegou Pistol e a segurou pela janela e começou a fazer barulhos uivantes.”

O ator respondeu: “Posso dizer que é uma imagem muito cativante, mas é absoluta falsidade absoluta, é fraudulenta.”

Wass então sugeriu que Depp achava isso engraçado, ao que ele respondeu: “Não, senhora, não acho divertido pendurar um animal, um pequeno cão indefeso que pesa três quilos da janela é divertido.”

Dizem que Depp mais tarde “riu” de uma “piada” sobre colocar o cão no microondas. Ele disse: “Eu não diria que fui o inventor dessa piada em particular e também não fui o único que trouxe algo assim a tona.”

O ator também foi interrogado durante suas provas sobre um incidente em que o pequeno cão “comeu um pouco de haxixe, alguns cannabis – bastante.”

Depp admitiu: “O filhote pegou uma bolinha de haxixe e a comeu antes que eu pudesse pegá-la.”

Ontem, Depp foi acusado de colocar sua “raiva e frustração” em Heard, 34, quando “falhou em controlar” seu abuso de drogas e álcool. Ele “mergulhou em comportamento fisicamente destrutivo” – fazendo com que ele se referisse à sua “personalidade bêbada e violenta como ‘o monstro'”, como já foi dito.

Foi apresentado também, um longo e-mail de 2013 de Heard para Depp, mas nunca enviado, descreveu sua vida como um “como uma festa de banho de sangue”. Confira o e-mail traduzido:

Eu não sei mais se consigo fazer isso. É como o Dr. Jekyll e o Sr. Hyde. Metade de você, eu amo. Loucamente. A outra metade me assusta. Eu não aguento ele. Eu gostaria de poder, mas não posso.

O problema é que nunca entendo/sei realmente com quem estou lidando até que seja tarde demais. A bebida me garante que estou lidando com o monstro. O abusado e assustado menino violento e inseguro. Eu simplesmente não sei dizer onde a linha começa.

Além disso, as drogas parecem garantir que eu também serei obrigada a lidar com o monstro. Mais uma vez, é saber o que / quanto / e quando – o que faz toda a diferença. Às vezes a ressaca, na manhã seguinte, é tão ruim quanto a discoteca completa de banho de sangue que eu já esperava. Você vive em um mundo cheio de facilitadores. Você corta e se ressente (percebendo ou não) todo mundo que não é um facilitador. Eu posso fazer uma distinção clara sobre quem se enquadra em qual categoria com total facilidade. A frequência com que você os vê e qual o papel que eles desempenham no seu dia-a-dia distingue onde eles caem na escala facilitadora.

Eu assisti ontem enquanto todos ao seu redor te pegavam do chão, te seguravam. Te pegando para você continuar a vida. Impedi-lo de realmente cair. Com tanta ajuda, é claro que você não sabe o quanto isso machuca você e a sua vida. Porque você paga as pessoas ao seu redor para impedir que seus pés cheguem ao fundo do poço, como eles dizem. Ontem, eu vi você desmaiar, no meio de vômito, três vezes. Todas as três vezes Jerry o carregou do chão.

No avião, Nathan mencionou quantas vezes ele teve que arrombar portas trancadas para te acordar, depois de você desmaiar no banheiro. Você teria se envergonhado inúmeras vezes se alguém fosse honesto o suficiente com você para lhe dizer. Mostrar para você.

Se alguém o filmasse enquanto você estava nesse estado, ficaria mortificado. É embaraçoso ver isso acontecer. Você não pode saber porque as pessoas (amigos?) Continuam sorrindo para o seu rosto e depois virando a cabeça e revirando os olhos para ver como elas parecem e se sentem ridículas ao pegar um homem adulto no meio do próprio mijo e vômito, sabendo que ele nunca vai ser capaz de perceber o quão ruim ele parece.

Pílulas para ressaca não são muito melhores. Você é mau e insensível.

Não tenho motivo para ficar com você. E eu não vou. Você não me paga. Não preciso mentir para você pelo meu trabalho, meios de subsistência ou filhos. Eu nunca vou querer me amarrar a você. Percebo que minha liberdade é agora a única coisa que tenho para me proteger. Eu nunca vou confiar em você para me prender. Eu mesma assisti você desmaiar no chão depois de beber tanto que passou mal. Uma dessas vezes você se cortou tanto que precisou de pontos. Você diz coisas que não quer dizer. Você é impossível argumentar com. Então todo mundo te aplaude. Mente para você. Pior ainda, você mente para si mesmo. E você acredita nisso.

Você tem tantas pessoas que dizem ‘sim’ ao seu redor constantemente protegendo você de si mesmo e da verdade. Eles acham que olhar para você de uma maneira decepcionada é a verdade? Ah, não admira que não funcione. Se eles deixassem você, no chão em sua própria merda, trancado no banheiro enquanto você faltava no trabalho – então talvez você aprendesse de verdade. Aprenda a cuidar de si mesmo.

Você acha que é tão forte, grande autodestrutor do tipo ‘eu não dou a mínima para essa merda?!’ Mentira. Se você realmente não se importasse, não haveria tantas pessoas lá para cuidar de você. Você apenas deixa que eles façam todo o trabalho duro enquanto você foge de seus problemas incapaz de suportar a dor.

Um homem tão grande que nem você precisa de seus assistentes pagos e familiares para carregar e limpar a sua casa. Um homem de verdade não precisa ser tratado como um bebê. O que vi ontem à noite foi uma criança.

Você me fez sentir, no começo, segura. Como se você pudesse cuidar de mim. Como se eu pudesse ter uma família com você. Você me fez sentir como se fosse um homem de verdade – isso era apenas metade de você.

O que vi ontem, e muitas outras vezes, foi uma criança/homem carente. Eu assisto como outros homens adultos têm que te limpar, basicamente. E você obtém o benefício conveniente de nunca ter que se lembrar disso. Isso é bom. Para você. Então você se safa de tantas mentiras que se diz.

Você realmente se engana a pensar nas mentiras mais loucas quando está ferrado e porque está tão acostumado com as pessoas que NÃO te chamarem atenção pelas suas merdas (elas trabalham para você – olá) que você realmente acredita na sua mentira. (Precisa de uma referência, que tal quando você realmente pensou que eu tinha batido em você primeiro. Ou que eu estava escondendo drogas – a lista continua).

Admita as suas próprias merdas primeiro.

Muitas vezes você me machucou. Fisicamente e emocionalmente pelas coisas que você dizia e fazia enquanto estragava tudo. O monstro sai e você se torna malvado e horrível. O oposto do porque eu te amo.

E o que devo fazer? Como você se sentiria se estivesse apaixonado por uma pessoa que, na realidade, eram duas? Você, o amor da minha vida, e o monstro parecem iguais. O quão f*didamente confusa eu me sinto.

Eu estou brava. Tão brava.

Como você se sentiria se te vendessem produtos falsos? Eu me apaixonei por você enquanto você estava sóbrio. Um ano inteiro. Como eu poderia saber que isso estava reservado para mim? Como você se atreve a fazer eu me apaixonar, por esse outro ser – sua boa metade – apenas para arrancar a máscara quando eu estiver dentro?!

Eu me sinto o maior idiota do mundo.

Eu aguentei muito. Eu limpei a merda, o vômito e a merda, literalmente e figurativamente. Fui acusada de coisas malucas – nada disso eu merecia – apenas para nunca ouvir um pedido de desculpas pelo seu zelo alimentado por bebidas.

“Você me bateu repetidamente. Algo que você Nunca deveria ter feito. Que p*rra de homem você é.

E nada disso seria possível sem a bebida e as drogas. NADA.”

Tradução e adaptação: Equipe Amber Heard Brasil







layout desenvolvido por lannie d. - Amber Heard Brasil